Helena Fortes

Helena Fortes, mediadora imobiliária: “Conheço a burocracia em S. Vicente e sei o preço de mercado”

Move-se no mundo da mediação imobiliária com a segurança e sabedoria de uma profissional experiente. Antiga comercial do condomínio Pombas Brancas, onde trabalhou por dez anos, Helena Fortes é hoje uma empresária independente, que aposta na venda de terrenos e aluguer de residências. 

Para o efeito, fundou em Junho de 2018 a HF-Mediação e Imobiliária, a saída que encontrou para contrariar o desemprego. “Depois que fui para o desemprego trabalhei com a amiga Helga Fonseca, que tinha na altura a empresa de mediação imobiliária Casa pa bô. Entretanto ela assumiu um outro projecto em Santo Antão e decidi passar a trabalhar por conta própria”, esclarece. 

Passados quase dois anos, Helena Fortes não tem dúvidas que fez a opção correcta ao apostar na sua empresa, apesar dos riscos próprios da actividade que abraçou. Após desbravar um caminho tortuoso, sente que o seu empreendimento começa a encontrar o rumo certo, a conquistar a confiança dos clientes. “Hoje sou procurada por muita gente que quer vender um lote de terreno ou colocar os seus espaços de aluguer”, afirma a empresária, que tem neste momento um lote de propriedades à disposição em S. Vicente, no Sal, Boa Vista e Santiago. 

Por uma questão estratégica, esta empreendedora decidiu, no entanto, estabelecer parceria com congéneres nas outras ilhas e centrar a sua intervenção em S. Vicente, mercado que conhece como a palma da mão. “Posso dizer que tenho o domínio da burocracia em S. Vicente e conheço o preço de mercado”, enfatiza Helena Fortes, para quem o grande problema na cidade do Mindelo, e provavelmente no resto de Cabo Verde, é a falta de uma tabela de preços usada pelos mediadores. Por esta razão, diz, cada um tende a colocar o preço que lhe der na gana, o que acaba por dificultar a venda das propriedades e dar espaço à especulação imobiliária.

Enquanto empresa, a HF-Mediação e Imobiliária usa as suas cartas para se movimentar no mercado. Uma delas é a publicidade. Segundo Helena Fortes, desde que inseriu um banner no Mindel Insite a procura pelos seus serviços disparou. Segundo a empresária, tem sido abordada por pessoas residentes em Cabo Verde e emigrantes dispostos a negociar os seus imóveis. “A publicidade mostra ser uma ferramenta eficaz, que vem reforçar a chamada boca-a-boca, que é também muito eficiente”, realça Helena Fortes.

Estabelecida uma base de acordo, a empresa tem por norma analisar toda a documentação existente, saber se os terrenos estão devidamente legalizados. A partir desta análise inicia o expediente burocrático com a Câmara Municipal, o Cartório e o Notariado. Resolvida essa parte, o passo seguinte é estabelecer um “preço justo” e encontrar um cliente. 

“O preço depende da localização do lote, do tamanho e do tipo de construção que o cliente pretende fazer. Uma coisa é uma residência própria, outra é uma residencial, por exemplo. No entanto, damos sempre conselho aos donos porque há uma tendência para se exagerar no preço”, frisa essa mediadora, que ganha uma percentagem quando for concluída a transação.

Para ela é essencial que todas as partes fiquem satisfeitas e o negócio seja concluído no menor espaço de tempo. E há factores que podem concorrer para esse desfecho, um deles o tipo de contrato que fecha com o dono do terreno, por exemplo um acordo de exclusividade.

O foco da HF – Mediação e Imobiliária é a venda de terrenos e aluguer de residências. No entanto, como há clientes que precisam de um projecto de arquitectura e de alguém para acompanhar a construção da obra, estabeleceu uma parceria com a arquitecta Sandra Galina, gestora da empresa Micadinaia, que se ocupa dessa parte.

 3,216 total views,  2 views today

Alta Performance Auto

Alta Performance Auto: Oficina especializada em injecção electrónica aberta hoje no Mindelo

O mercado mindelense passa a contar a partir desta quinta-feira com uma oficina auto especializada na resolução dos problemas de injeção electrónica dos carros modernos. Este espaço vai também trabalhar com as viaturas mais antigas, mas a aposta do jovem empreendedor Edson Andrade é o segmento dos automóveis computadorizados que têm entrado em grande quantidade em Cabo Verde, em particular na cidade do Mindelo. Aliás, este “visionário” já está a antecipar a chegada dos carros eléctricos, a nova geração dos transportes a nível mundial. 

A ideia da criação da empresa Alta Performance Auto surgiu na sequência de um curso específico sobre os sistemas de injecção electrónica realizado na Organização Nacional da Diáspora Solidária (ONDS) e, após investimentos em equipamentos especializados e no espaço físico, Edson Andrade sente-se pronto para começar a receber os clientes.

“Essa formação foi uma mais-valia, muniu-me de conhecimentos que me encorajaram a ter esta iniciativa. Há um espaço no mercado para este serviço especializado por isso decidi abrir esta oficina”, explica Andrade, natural do Fogo, que não pretende ficar por aqui já que o seu plano é reforçar os conhecimentos e preparar-se para a chegada dos eléctricos.

Edson Andrade, jovem empreendedor da ilha do Fogo

O foco principal, neste momento, é a injecção electrónica, um sistema de controlo do consumo de combustível e performance dos motores e que, diz, costuma afectar os automóveis em Cabo Verde. E este tipo de desafios, acrescenta, exige conhecimento técnico específico. Por isso, a sua oficina vai estar equipada com computadores e programas destinados a detectar e apresentar soluções para os problemas. O espaço, assegura Andrade, terá scanner automotivo para diagnóstico computadorizado e pode também trabalhar com os automóveis automáticos. 

Edson Andrade pretende marcar a diferença tanto pelo serviço especializado como pela qualidade. É neste sentido que estabeleceu uma parceria com a petrolífera Enacol, que lhe permite usar e comercializar a última gama de lubrificantes da marca Galp. Estes produtos, assegura, destinam-se aos motores modernos, pois diminuem o gasto de combustível e melhoram o desempenho dos automóveis.

A Alta Performance Auto não vai restringir o seu serviço aos carros modernos. Tal como outras oficinas irá trabalhar com as viaturas mais antigas, resolver problemas mecânicos, fazer trocas de peças, de óleo e de filtro. Além disso, está preparada para fazer uma pré-inspecção do estado do carro, antes deste ser levado para a ITAC. 

O ponto de honra da empresa é, no entanto, a transparência. Edson Andrade assegura que vai fazer orçamentos para os trabalhos mais exigentes e que só fará o trabalho permitido pelos donos dos carros. Em caso de troca de peças, a empresa irá apresentar provas em vídeo ou fotografias. 

 2,150 total views,  2 views today

Oficina Mestre Pulú conquista prémio “Melhor Stand” da FIC: Aconchegante apartamento T0 ilustra aposta em casas pré-fabricadas

O prémio “Melhor Stand” da 23ª edição da FIC foi atribuído à Oficina Mestre Pulú, que se associou a outras empresas para apresentar um “luxuoso” e “aconchegante” apartamento T0 num dos pavilhões da feira. A distinção, segundo o gestor Ronnie Abu-Raya Andrade, simboliza a valorização de um trabalho diário e árduo executado com “seriedade e profissionalismo” por essa empresa fundada pelo avô em 1959, na cidade do Mindelo. “Somos gratos a todos os parceiros, fornecedores e clientes em geral e apraz-nos compartilhar com eles este prémio, que é fruto da confiança depositada na nossa empresa e nos motiva a trabalhar mais e melhor a cada dia”, reagiu com estas palavras o responsável de “Mestre Pulú”.

A empresa apostou num stand em formato de apartamento, que despertou paixão entre os milhares de visitantes que passaram pelos pavilhões da FIC na praia da Lajinha, de 13 a 16 deste mês. A “casa”, construída com materiais de “elevada qualidade”, desperta uma luxuosa sensação de aconchego, e, segundo Ronnie Abu-Raya Andrade, a reacção do público ultrapassou a melhor das expectativas das empresas associadas.

“Esta é uma aposta das empresas Mestre Pulu, Casanova Interiores, RDE – Serviços e Alumínios Lda, JALT – Ferragem – e Grupo Amorim, que se associaram em torno de um conceito que venho tentando implementar há alguns anos. Sem essas parcerias não teria sido possível apresentar um produto acabado com este nível de qualidade”, realça Ronnie Abu-Raya Andrade, que destaca, entretanto, a capacidade da mão-de-obra dos funcionários da oficina Mestre Pulú na construção do stand.

O modelo foi elaborado, explica, para mostrar a capacidade endógena nessa área. Além disso, o stand teve como propósito agudizar apetites, despertar interesse nas pessoas em adquirir um espaço idêntico. “Podemos montar uma estrutura como essa, com alguns ajustes no tecto e na parte exterior, em sessenta dias, por cerca de 2.000 a 2.500 contos”, informa Ronnie Abu-Raya Andrade, cuja empresa pretende lançar casas pré-fabricadas no mercado nacional a partir de 2020.

Outro objectivo traçado pela Mestre Pulú na FIC foi expor o leque de serviços que essa empresa especializada em carpintaria, mobiliário e cozinhas oferece há 60 anos em Cabo Verde. Neste momento, explica Andrade, a sua unidade empresarial pode construir e fazer a entrega chave-na-mão de vários tipos de estruturas e infraestruturas. Para o efeito trabalha com técnicos de áreas afins, como arquitectos, marceneiros, canalizadores, electricistas… “Desta forma tudo fica mais fácil. O cliente não tem que se preocupar em contratar serviços independentes, que muitas vezes acabam por atrapalhar o processo. Este só tem que trazer a sua ideia e nós a materializamos.”

Fundada em 1959 pelo conhecido Mestre Pulú, avô de Ronnie Abu-Raya Andrade, a oficina tem sobrevivido graças a sua capacidade de adaptação aos novos tempos. O único aspecto que continua intacto, segundo Andrade, é o selo de marca: a qualidade.

Qualidade que, enfatiza esse gestor, está patente no stand apresentado na 23ª edição da FIC e que apaixonou os milhares de visitantes que diariamente passaram pela exposição.

 38 total views

Chegou a Cabo Verde a solução de gestão gratuita da PRIMAVERA

Direcionado a Empreendedores, Startups e as PME, o Jasmin chega agora a Cabo Verde, depois do enorme sucesso em Portugal, onde emite uma média de 90 mil faturas por mês.  Durante o primeiro ano ou até ao volume de faturação de 1.500.000 escudos, esta solução não tem qualquer custo.

A tecnológica PRIMAVERA BSS acaba de lançar no mercado cabo-verdiano uma nova marca de software de gestão e faturação online, direcionada a Empreendedores, Startups e as PME, que permite faturar sem custos até um volume de faturação acumulado de 1.500.000 escudos ou durante o período de um ano. O Jasmin congrega uma gestão comercial completa, desde a faturação, passando pelas compras, tesouraria, pagamentos, despesas e inventários.

A arquitetura da solução está desenhada para simplificar os processos, com fluxos muito simples e encadeados, transformando o tratamento administrativo da atividade empresarial em algo muito prático e rápido. É uma solução focada em ajudar o gestor dos pequenos negócios a orientar o processo de tomada de decisão, através de indicadores de gestão que dão informações precisas e sempre atualizadas ao minuto sobre a evolução do negócio.

O Jasmin dá resposta às crescentes necessidades de mobilidade dos gestores, permitindo faturar, consultar stocks, efetuar pagamentos, emitir recibos ou analisar os resultados do negócio em qualquer lugar, bastando para tal apenas um equipamento com acesso à internet. Ao aderir ao Jasmin, os empreendedores e gestores têm acesso a um serviço global que contempla a infraestrutura (assegurada pela empresa líder mundial no setor – Microsoft Azure, que garante a segurança dos dados), bem como manutenção contínua do software, atualizações permanentes e suporte para eventuais problemas técnicos.

Idalina Sousa, Diretora de Marketing da PRIMAVERA, salienta o impacto desta solução no mercado, frisando: “O Jasmin está a ser um enorme sucesso no mercado português e consideramos que também os empreendedores cabo-verdianos irão beneficiar muito desta solução, pois não só permite-lhes arrancar e gerir eficazmente o seu negócio sem necessidade de investimento inicial em software, como também lhes garante a mobilidade necessária nos dias de hoje, com a total segurança de dados que uma marca como a PRIMAVERA confere.

Lançado há pouco mais de dois anos, o software de gestão e faturação online da PRIMAVERA, o Jasmin, já transacionou mais de mil milhões de euros e emite mais de 90.000 faturas mensalmente.

Para mais informações visite https://www.jasminsoftware.cv

Sobre a PRIMAVERA BSS

A PRIMAVERA – Business Software Solutions, S.A. é uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções de gestão e plataformas para integração de processos empresariais. Com uma equipa experiente e altamente qualificada de 280 colaboradores, a PRIMAVERA BSS está presente em Portugal, Espanha, Angola, Moçambique, Cabo Verde e Guiné-Bissau. A PRIMAVERA BSS posiciona-se como um parceiro e fornecedor de excelência de soluções tecnológicas que visam ajudar os atuais 40 mil clientes a gerir os seus negócios. A PRIMAVERA BSS distingue-se pela inovação contínua das suas soluções, através de uma política de investimento em Investigação e Desenvolvimento e da participação da sua massa crítica em programas de I&D de centros de investigação e universidades. Mais informações: www.primaverabss.com

Para mais informações contacte:

Rosa Peixoto – Marketing & Corporate Communication – Primavera BSS | rosa.peixoto@primaverabss.com

 18 total views

Dental Med celebra amanhã, dia 19, “três anos de sorrisos”

A Clínica Dentária Dental Med celebra amanhã, dia 19, três anos de sorrisos. Para a responsável por esse empreendimento, a cirurgiã dentista Alcione Rocha da Cruz Sancha, o caminho trilhado até agora dá-lhe a certeza de que, quando um trabalho é feito com comprometimento, dedicação, honestidade e seriedade, gera sempre bons frutos. “Hoje, a Dental Med é parte da nossa vida e nos ajuda a crescer como seres humanos e profissionais!”, salienta a empresária.

Desde a emoção do dia da formatura até a atualidade já se passaram 8 anos. Durante este período, segundo Alcione Sancha, foram vários momentos de aprendizagem e estudos de viabilidade até conseguir encontrar a receita para sedimentar um negócio de sucesso e de credibilidade na cidade do Mindelo. “Este ano é símbolo de toda a evolução e crescimento da empresa. Desde quando era apenas uma ideia no papel até aqui foram vários os desafios habilmente ultrapassados”, revela essa médica de espírito jovem e amante confessa do Carnaval, que deseja mais crescimento e sucesso ao seu empreendimento.

Uma equipa de profissionais “extremamente competentes”, técnicas atualizadas, uma “excelência dos serviços prestados” e um ambiente tranquilo, organizado, com músicas relaxantes, cores adequadas, filmes ou programas de TV light, tornam a Dental Med um lugar de visita obrigatória, no que à saúde oral diz respeito. A par de todos esses atributos, Alcione Sancha considera condição imprescindível para o sucesso da clínica ter dedicação total, buscar o seu limite e dar o melhor de si mesma. É que, para ela, o futuro da empresa depende de muitas coisas, mas principalmente da sua própria dedicação.

Para assinalar o terceiro aniversário da clínica situada na rua Domingos Ramos, conhecida por Rua da Policlínica, a empresa abre as suas portas ao público em geral no período da manhã do dia 19 de Outubro para apresentar as especialidades odontológicas à população e organizar avaliações e rastreios gratuitos.

Toda a informação sobre a clínica está disponível em https://web.facebook.com/Dental-Med-1723424364338184/ , ou através do telefone 2312877.

 24 total views,  2 views today

“De Brito Enterprise” equipa Mindelo com autocarro especial para utentes com problema de locomoção

A empresa De Brito Enterprise adquiriu um autocarro escolar especial, mas que será colocado fundamentalmente ao serviço de pessoas com problemas de locomoção, na cidade do Mindelo. A viatura, que representa um investimento de 7 mil contos, está equipada com uma rampa para subir e descer cadeiras de roda e que pode também ser usada por aqueles que tiverem dificuldades em entrar no autocarro por outras razões.

“Este autocarro está equipado para responder às necessidades de cadeirantes e pessoas com problemas de locomoção de uma forma geral, mas pode também dar resposta a situações de emergência. As suas cadeiras são movíveis, o que permite criar espaço no seu interior para transportamos até macas”, ilustra o empresário Fernando Brito.

A expectativa deste ainda emigrante é colocar a viatura em funcionamento ainda no mês de Setembro. Neste momento está a ultimar os processos burocráticos. Enquanto isso já tem um plano de contactos com instituições que trabalham com crianças, idosos e deficientes para apresentação do transporte. “O autocarro tem capacidade para 30 lugares normais e 10 cadeiras de roda. Cada banco está equipado com cinto de segurança, mas é bom ficar claro que não irá circular nas linhas normais. É destinado a prestação de serviço”, especifica esse investidor.

É possível obter mais espaço no autocarro para transportar, por exemplo, macas

A viatura tem ainda uma porta de emergência nas traseiras e, sempre que utiliza a rampa elevatória, bloqueia o motor e liga luzes de emergência, que podem ser vistas a grande distância pelos automobilistas. Esta é a mais recente aposta da empresa de aluguer de viaturas De Brito Enterprise, criada em Outubro de 2016 em S. Vicente. Direccionada para os emigrantes em féria na cidade do Mindelo, a empresa tem 12 automóveis automáticos à disposição dos clientes. “Até este momento o mercado tem reagido de forma positiva. Somos sempre contactados por emigrantes residentes nos Estados Unidos e na Europa, que se mostram satisfeitos com o nosso serviço. Se for necessário, vamos entregar e buscar o carro ao aeroporto”, informa Fernando Brito, que costuma ainda trabalhar com o Governo alugando viaturas topo de gama, com ou sem condutores.

A plataforma pode ser usada por cadeirantes e pessoas com outras dificuldades de locomoção

Desde que emigrou para os Estados Unidos, onde chegou em Janeiro de 1989, que Fernando Brito investiu no seu próprio negócio. Trabalhou como independente e abriu uma empresa de prestação de serviço temporário. Agora ele está a tentar implementar esse conceito em S. Vicente.

 40 total views

Constelação de artistas sobe amanhã ao palco na 1. edição do “Hip Hop All Stars”

Uma constelação de rappers e Dj’s conceituados sobe ao palco amanhã em S. Vicente na primeira edição do Hip Hop All Stars. Antes, no entanto, os artistas participam esta tarde no evento Real Talk, na praceta Dom Luiz, uma espécie de conversa aberta com os novos talentos e pessoas interessadas em conhecer o movimento hip hop.

“Aquilo que pretendemos com o Real Talk é uma partilha de conhecimentos, um diálogo aberto com todos os interessados para verem que há várias vertentes e que se pode fazer coisas positivas para a sociedade. Por exemplo, há pessoas que fazem intervenções sociais usando o Rap”, frisa António Luís, coordenador da área criativa e gráfica da Allive e que também é a ponte de ligação com os artistas.

Segundo esta fonte, o Hip Hop All Stars é uma iniciativa que vai muito para além do mero espectáculo lançado em cartaz e que junta no mesmo palco entre 20-30 dos melhores artistas dos mercados cabo-verdiano e angolano. Na verdade, diz, trata-se de uma plataforma pensada para conectar os intervenientes do mundo do Hip Hop da lusofonia, incluindo os artistas plásticos. Deste modo, o HHAS não é um show pontual, mas sim um festival para perpectuar. Tanto assim que o plano da organização é fazer dois espectáculos por ano e repetir o Real Talk a cada dois meses, nas cidades do Mindelo e da Praia. “O Hip Hop All Stars traz a mesma filosofia dos All Stars do NBA, isto quer dizer que escolhemos os melhores para cada evento. Quem quer fazer parte do projecto tem de trabalhar com qualidade ao longo do ano”, elucida António Luís. Isto significa, acrescenta, que a organização vai estar atenta aos lançamentos e espectáculos dos artistas.

Para esta primeira edição, a escolha do elenco artístico levou em consideração o reconhecimento inegável dos artistas, mas fundamentalmente a solicitação do público. “Demos prioridade aos pedidos do público porque este evento é para eles”, salienta, ao mesmo tempo que aproveita para esclarecer que estão agendados dois espectáculos, um no Mindelo e outro na Praia.

O primeiro acontece amanhã no espaço da FIC na Lajinha, o segundo em Santiago, no dia 4 de Julho, no gimnodesportivo. O show de amanhã será animado por artistas e grupos como Força Suprema, Marco Delman, Trakinuz, Hélio Batalha, Batchart, Kidy Bonz, etc., e ainda a provável actuação dos Hip Hop Skils Movement. Os artistas serão acompanhados pelo DJ Letra e cada um terá um tempo limitado para estar em palco. Segundo Luís António, os minutos atribuídos a cada um variam. A ideia é arrancar o espectáculo às 21 horas e terminar às 03 da madrugada.

A actuação na cidade da Praia envolve parte destes artistas e outros locais e ainda a presença dos Mobbers, um grupo angolano.

 14 total views

“Wellcome Summer Beach Party”: Três dias de festas de verão na praia da Lajinha

A praia da Lajinha vai acolher o “Wellcome Summer Beach Party”, um evento que consiste em três dias de festa à beira-mar, cada um com um tema diferente. A ideia, segundo o organizador Carlos Valdir, é abraçar a chegada do verão com convívios inspirados nos anos 90, nas havaianas e nas pinturas glow, destinados a crianças, jovens e adultos. Assim, no dia 28 a aposta é no tema Neon Party. “O que se pretende é levar o público a usar roupas florescentes, criar um ambiente brilhante. Teremos pinturas glow e uma animação musical inspirada nos zouk e dance music da década de noventa, além da actuação de Mito Kaskas e MC Prego-Prego”, explica Carlos Valdir, enfatizando que os vestuários coloridos estão de novo na moda na Europa. Por isso quer trazer essa inspiração para S. Vicente.

No segundo dia, 29, estão programadas duas festas, ambas inspiradas no ambiente das Havaianas. A primeira é destinada às crianças, decorre das 16 às 20 horas, para depois o espaço ficar reservado aos adultos, com um show do cantor Charbel. A intenção, realça Valdir, é oferecer algo “diferente” às crianças, porque, diz, raramente se vê uma festa com esse nível de organização destinada a essa faixa etária.   

Domingo, 30 de Junho, é dia do Bikini Party no areal da Lajinha. Um “ambiente descontraído”, típico do verão, em que cada um pode levar roupas de praia como calções, chinelos, t-shirts. “Em resumo, tentamos oferecer algo divertido e descontraído para um vasto público. Queremos anunciar a chegada do verão no local mais apropriado: a praia da Lajinha”, realça Carlos Valdir. O “Wellcome Summer Beach Party”, acrescenta, terá ainda a animação do artista Mito Kaskas e do MC Prego-Prego, vindos da cidade da Praia.

 14 total views

Víctor Matias ousado: Consultor de moda lança “Boutique Men”, loja especializada para homens

O consultor de moda Víctor Matias inaugura esta tarde em S. Vicente a Boutique Men, uma loja especializada em roupas, sapatos e acessórios para homens, situada no mercado municipal, na Rua de Lisboa. A boutique, a segunda aberta por esse empresário na cidade do Mindelo, é uma aposta num segmento que, segundo esse ex-modelo, tem estado a exigir uma atenção à altura da beleza e qualidade dos produtos destinados às mulheres. Como faz notar, as mulheres têm sido privilegiadas no tocante ao abastecimento do mercado em modelos de marca, a ponto de as boutiques dedicarem à volta de 90 por cento dos seus artigos ao sexo feminino.

Victor Matias quer agora contribuir para equilibrar essa balança, mas com uma proposta ousada. Adepto dos modelos skinny, aposta muito em roupas que tornam os usuários mais jovens, atraentes e fitness. “São roupas ousadas. Aqui podem encontrar modelos desportivos, formais, para qualquer tipo de evento e ambiente, além de acessórios. São produtos de alta qualidade, de seis grandes marcas europeias”, especifica esse mnine d’Soncent, conhecido por Fedjoss, nominho que ostenta orgulhosamente no logo de Boutique Men.

Ciente da realidade socioeconómica do mercado mindelense, mas também do seu público alvo, esse investidor cabo-verdiano apresenta produtos a um preço mediano. “Nem muito caro, nem muito barato”, explica.

Formado na Holanda em consultoria de moda, marketing e atendimento personalizado, Víctor Matias tem estado a abastecer o mercado de S. Vicente e clientes nas outras ilhas há coisa de dez anos. Além da venda normal de peças, disponibiliza serviços personalizados. “Crio o perfil do cliente e a partir desse momento eu é que assumo a responsabilidade de adquirir as roupas, sapatos e acessórios à sua medida. Mantenho contacto pelas redes sociais, envio imagens das minhas ideias e aprovam”, anuncia Víctor, que hoje à tarde, a partir das 16.30, concretiza um dos seus grandes sonhos: abrir uma boutique especializada no segmento masculino. Oferece um cocktail aos visitantes.

 28 total views