Frecomar-1-1-1161x600

Covid-19: Trabalhadores da Frescomar negam usar máscaras “pesadas, quentes e sufocantes”

Alguns trabalhadores da Frescomar negaram anteontem usar uma máscara fornecida pela direcção da fábrica no âmbito do combate ao Covid-19 e outras aceitaram fazer isso por receio de serem despedidos. Conforme um grupo de funcionários da linha de produção, o equipamento é feito de um material muito poroso, pesado, quente e sufocante, que dificulta a respiração, provoca cansaço e irritação, além de prejudicar o estado de saúde de pessoas com sinusite e alergia a esse tipo de tecido.

“O material é espesso e quente – parece com o tecido das camisas Polo – quando respiramos o ar fica quente à volta do nosso rosto. Além disso, ficamos a ingerir o ar que expelimos durante nove horas, o que certamente é prejudicial”, contam três fontes, que dizem ainda duvidar se essas “boquilhas” vão conseguir impedir a propagação do vírus, caso surja algum caso positivo na fábrica. É que, prosseguem, as máscaras são guardadas nos cacifos e reutilizadas quando regressam ao trabalho, uma medida que consideram contraproducente. 

A máscara da discórdia

“Depois que negamos usar essas boquilhas deram-nos as máscaras verdes tipo hospitalares, que são as mais adequadas. Só que foi sol de pouca dura. Voltaram a obrigar-nos a usar essas máscaras pesadas porque disseram que as outras tinham acabado”, conta uma dessas fontes, deixando claro que alguns trabalhadores estão a negar usar esse equipamento e estão dispostos a acatar as consequências em prol da sua saúde.

Pelas informações que dispõem as fontes que abordaram o Mindelinsite, a administração da fábrica garantiu-lhes que enviou os parâmetros do equipamento às autoridades sanitárias e que o mesmo foi aprovado pela própria Delegacia de Saúde de S. Vicente. No entanto, abordado ontem à tarde pelo Mindelinsite, o Delegado de Saúde Elísio Silva esclarece que quando foi visitar a fábrica os trabalhadores estavam usando as máscaras verdes normais. 

Segundo Elísio Silva, a Delegacia de Saúde já está a corrente das reclamações dos trabalhadores pelo que decidiu enviar uma equipa técnica para avaliar as máscaras da discórdia e apurar como andam a ser usadas. 

Ontem, entretanto, elementos da Delegacia de Saúde, da IGAE, Inspecção-Geral do Trabalho e da Polícia Nacional fizeram uma ronda pela ilha de S. Vicente e fecharam algumas oficinas de mecânica que ainda continuavam a laborar. Elísio Silva aproveitou para garantir que as amostras da pessoa suspeita de infecção por coronavírus iam seguir ontem para a cidade da Praia e mostrou-se satisfeito com a possibilidade de o hospital Baptista de Sousa passar a fazer as análises. Advertiu, no entanto, que será preciso preparar o pessoal técnico antes do início dessa actividade pelos riscos que comporta.

O Mindelinsite abordou um membro da direcção para ouvir o contraditório, mas foi informado que o jornal deveria contactar o interlocutor da empresa Manuel Monteiro. Este foi informado do assunto, mas não retornou o contacto até o fecho da matéria, pelo que o jornal fica aberto a ouvir a versão da fábrica, se assim entender.

Kim-Zé Brito

 6,286 total views,  98 views today

William Papschies

Homem de 104 anos é a pessoa mais velha do mundo a se recuperar do Covid-19

Um homem de 104 anos de idade, que sobreviveu à Segunda Guerra Mundial e à pandemia da gripe espanhola, tornou-se a pessoa mais velha do mundo a se recuperar do Covid-19. Segundo a revista Vogue, William “Bill” Lapschies, nascido em Salem em 1916, apresentou pela primeira vez sintomas associados ao vírus no dia 5 de Março. Foi rapidamente colocado em isolamento na Casa dos Veteranos Edward C. Allworth, em Oregon, onde reside atualmente. “Bill” Lapschies foi um dos primeiros moradores que testou positivo para o vírus em 11 de Março. Até o momento, 15 residentes deram positivo e dois faleceram, incluindo um homem de 90 anos, segundo a Autoridade de Saúde de Oregon.

Lapschies havia contraído um caso “moderado” de coronavírus, segundo o seu médico, doutor Rob Richardson, mas nunca desenvolveu graves problemas respiratórios. Se ele não estivesse morando na Casa dos Veteranos Edward C Allworth quando pegou o vírus, ele provavelmente teria sido transferido para um hospital, segundo o Dr. Richardson, e o desfecho poderia ser diferente.

Nesta semana, o veterano foi considerado curado do COVID-19, segundo um porta-voz. Nessa quarta-feira (01 de Abril), a família de Lapschies surpreendeu-o do lado de fora da casa para uma comemoração dos seus 104 anos. Quando perguntado como é fazer 104, ele respondeu: “Muito bom. Eu fiz isso.”

C/ Vogue.com

 520 total views

Jose Luiz Tavares

Escritor José Luiz Tavares responde positivamente a proposta da UCCLA de reflexão sobre Cultura e Covid-19

O escritor cabo-verdiano José Luiz Tavares, com o poema “FINDA”, foi o primeiro a responder ao desafio da UCCLA do lançamento de uma reflexão sobre a Cultura em tempos de pandemia, anunciou a organização União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa. O poema “FINDA”, de acordo com a justificativa de José Luiz Tavares, é uma “litania em tempos de coronavírus”, ou seja, uma ladainha com preces de um solista e com várias repetições de outras pessoas, produzindo um efeito encantatório. 

De acordo com o presidente da UCCLA, Victor Ramalho, a organização que dirige não podia deixar de fazer um apelo à reflexão sobre o papel da Cultura no combate a esta pandemia, indicando que o papel da Cultura, em especial o dos escritores, é determinante. Para ele, parece evidente que, perante este flagelo, os povos e os países ver-se-ão confrontados com novos desafios sociais e políticos, sobre os quais importa refletir e encontrar novas respostas.

Os trabalhos em poesia ou prosa, com um limite de cerca de 5 mil caracteres, devem ser enviados para emails já disponibilizados no website da UCCLA até o dia 25 de Maio deste ano.

O escritor José Luiz Tavares nasceu a 10 de junho 1967 no Tarrafal, ilha de Santiago, Cabo Verde. Estudou literatura e filosofia em Portugal, onde vive. Entre 2003 e 2020 publicou catorze livros espalhados por Portugal, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Colômbia. Recebeu uma dezena de prémios atribuídos em Cabo Verde, Brasil, Portugal e Espanha. Não aceitou nenhuma medalha ou comenda, até agora. Traduziu Camões e Pessoa para a língua cabo-verdiana. Está traduzido para inglês, castelhano, francês, alemão, mandarim, neerlandês, italiano, catalão, russo, galês, finlandês e letão. Sobrevive ao tempo do mundo sem estar conectado a nenhuma rede social.  

João do Rosário (Portugal)

 746 total views,  2 views today

Foto: www.extractdesign.com

Covid-19: Emprofac e Inpharma com stock suficiente de medicamentos e materiais de protecção individual

Os administradores da Inpharma e da Emprofac, empresas que laboram no domínio da saúde, afirmaram esta manhã que dispõem de medicamentos e materiais de protecção individual suficientes para assegurar as necessidades de Cabo Verde neste período particular de combate à propagação do Covid-19. Na sequência de uma visita do Primeiro-ministro realizada esta manhã, garantiram à comunicação social que os estoques existentes cobrem as necessidades imediatas do mercado nacional.

Segundo Elizete Lima, os laboratórios da Inpharma – empresa de capital privado cujo principal objectivo é a produção, comercialização e exportação de medicamentos e artigos de higiene – têm capacidade para produzir 18 mil unidades de álcool-gel e dispõem de um stock mínimo de um ano para os materiais usados pelos médicos. “Neste momento temos capacidade para produzir 18.000 unidades de álcool-gel. Vamos desenvolver esforços com parceiros internacionais reforçarmos as matérias-primas porque são matérias que usamos na produção de outros produtos”, realçou a administradora da Inpharma, citada pela RCV.

Por seu lado, a Emprofac – empresa de capitais públicos responsável pela importação, comercialização e distribuição de produtos farmacêuticos – deu também garantias de dispor de um stock “bastante interessante” de medicamentos, apesar da procura intensa dos utentes neste momento. Segundo Gil Évora, os clientes das farmácias têm estado a comprar fundamentalmente vitamina C, Paracetamol e Cecrisina para fortificar o organismo. Este assegura que a empresa está bem abastecida para dar resposta às necessidades do mercado.

 763 total views

Foto: Agencia AFP

FAO insta Estados do G20 a manter cadeia mundial de abastecimento alimentar no contexto do Covid-19

O Director-Geral da FAO – Organização das Nações Unidas para a Alimentação Agricultura – instou os dirigentes dos países do grupo G20 a adoptarem medidas para que os sistemas mundiais de abastecimento alimentar continuem funcionando de forma adequada, em particular em relação às pessoas dos países mais vulneráveis, durante a pandemia do Covid-19.

Qu Dongyu fez esse apelo numa intervenção via Internet desde Roma na reunião virtual extraordinária dos dirigentes do G20 sobre a pandemia. O rei saudita Salman Bin Abdulaziz Al Saudha foi encarregado de presidir o evento, ele que pediu uma resposta mundial coordenada à pandemia e às suas consequências sociais e económicas.

“A pandemia do Covid-19 está afectando os sistemas de abastecimento alimentar e a segurança alimentar no mundo”, realçou Dongyu, lembrando que nenhum país está imune ao vírus. O Director-Geral a FAO advertiu que os confinamentos e as restrições à circulação podem perturbar a produção e distribuição de alimentos a nível nacional e mundial, podendo ter um impacto “imediato e grave” sobre as pessoas que têm a sua mobilidade restringida. Os pobres, diz, são os mais vulneráveis e os mais afectados.

A reunião contou com a participação do Banco Mundial, a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Organização Mundial do Comércio (OMC), o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Organização para a Cooperacão e o Desenvolvimento Económico (OCDE).

 340 total views

hotel-riu-karamboa

DNS manda mensagem de coragem às pessoas em quarentena nos hotéis da Boa Vista: “Vocês são os verdadeiros heróis”

Cabo Verde não registou nenhum novo caso de coronavírus nas últimos 24 horas. Talvez por isso, na sua actualização diária, o Director Nacional da Saúde, Artur Correia, começou por enviar uma mensagem de encorajamento aos mais de 200 trabalhadores em quarentena nos dois hotéis da ilha da Boa Vista há cerca de 10 dias. 

Segundo Artur Correia, estes trabalhadores estão na cabeça das pessoas, 24 horas por dia e todos os dias, no ministério da Saúde. “Estão presentes nas nossas preocupações e devo render, enquanto DNS, uma homenagem pela forma como têm-se comportado e espero que estejam conscientes que esta quarentena que estão a fazer não é nenhum castigo. É sim um acto heróico para a vossa saúde, das vossas famílias, de Boa Vista e de Cabo Verde”, afirmou.

Para o Director Nacional da Saúde, a medida de quarentena, nestes casos, foi sensata e de saúde pública e era imprescindível nesta altura para garantir a segurança sanitária da ilha das Dunas e do país. “Contamos convosco e esperemos que, daqui a quatro dias, todos saiam em boa saúde. Cabo Verde agradece”, acrescentou. 

No que toca à actualização diária, Artur Correia informou que, das quatro amostras submetidas a exames, dois eram de contactos aos casos positivos na cidade da Praia e deram resultado negativo. Os outros dois foram feitos a pessoas que estão em quarentena nos hotéis na capital. “São pessoas de riscos que foram submetidas a testes. Uma delas é negativa e estamos à espera do resultado do segundo.”

Quanto aos dois resultados inconclusivos, os exames foram repetidos ontem. Como continuam a ser inconclusivos vão ser novamente repetidos. “Vamos dar tempo, caso estas duas pessoas estiverem contaminadas, para que a viremia aumente para termos mais chances de termos um resultado mais conclusivo”, frisou, realçando que estas pessoas não apresentam quaisquer sintomas e estão em isolamento.

Descontentamento

Confrontado se a mensagem dirigida aos trabalhadores em quarentena deve-se ao descontentamento por nunca terem sido vistos por médicos e que, por causa disso, pensam manifestar mesmo dentro dos hotéis, Artur Corria optou por sair pela tangente. “Somos seres humanos e eles estão em quarentena a cerca de dez dias. Por isso, têm reações emocionais e psicológicas, pelo que precisam de apoio. Compreendemos mas, como disse, eles são os primeiros heróis de Cabo Verde nesta luta contra a covid-19.”

Neste sentido, Correia apelou a que obedeçam as determinações do Ministério da Saúde de distanciamento espacial, de evitar aglomeração dentro do hotel, ou seja, que mantenham a restrição social dos convívios para que cheguem ao 14° dia e saiam sem a contaminação por Covid.

Instado sobre a possibilidade de fazer testes a todos estes trabalhadores, este explicou que se está neste momento a organizar um estudo que vai abarcar todas as pessoas em quarentena nos hotéis na Boa Vista e na cidade da Praia, para ver a prevalência ou a circulação do vírus nestes empreendimentos turísticos para que se possa agir rapidamente.

Com esta nova actualização, Cabo Verde regista até o momento seis casos de covid-19, dos quais quatro são importados, sendo dois da Inglaterra e um da Holanda. E ainda um caso importado de Portugal/França na cidade da Praia e dois contágios locais, um na capital do cônjuge do primeiro infectado e um na Boa Vista, um nacional técnico do Hotel Karamboa.

 877 total views,  6 views today

PP

PP pede despiste para todos os trabalhadores em quarentena no Hotel Riu Karamboa

O Partido Popular de Cabo Verde (PP) pediu hoje, em comunicado, que seja feito o despiste a todos os trabalhadores que desde o dia 19 de março estão em quarentena no Hotel Riu Karamboa. Estes trabalhadores, diz o presidente do partido, Amândio Barbosa, estão em pânico, sobretudo desde ontem com a confirmação do resultado positivo a um colega. 

Segundo o PP, ontem, dia 28 de março, foi noticiado mais um caso positivo do novo coronavírus detetado num dos empregados que se encontra de quarentena, há 10 dias, no Hotel Riu Karamboa. Esta notícia, refere, abalou psicologicamente todos os mais de 200 trabalhadores que estão de quarentena neste hotel. Diz ainda que existem trabalhadores em situação de pânico dentro dos quartos.

“Apesar de estarem em quartos separados, os trabalhadores têm partilhado os mesmos refeitórios e o distanciamento social tem sido, até certo ponto, impossível, pois são colegas de trabalho com uma convivência de longos anos”, relata, transcrevendo informações avançadas por estes funcionário, protegidos pelo anonimato. 

Em relação ao empregado cujo resultado das análises do novo coronavírus foi positivo, este garante que tinha estado em contacto com os demais colegas nos refeitórios. Por causa disso, estes acreditam que poderá haver um elo de contágio interno, o que, por sua vez, facilitará brevemente um “boom” de novos casos positivos. 

“Depois deste caso, presume-se que o tempo de quarentena desses trabalhadores será aumentado, o que poderá levar a uma multiplicação de casos”, afirma o PP, que aproveita para solicitar que sejam encetadas diligências, visando quebrar esta cadeia de transmissão. 

Para isso, o PP pede que o despiste a todos os trabalhadores em quarentena no referido hotel, a fim de que eles, no término dos catorze dias da quarentena, possam regressar às suas casas. O partido aconselha ainda mais acompanhamento médico e psicológico aos trabalhadores, mais informações sobre a sua situação e mais controlo do cumprimento do distanciamento social, principalmente no momento das refeições. Isto porque, segundo os trabalhadores, as refeições são feitas em conjunto no refeitório daquela unidade hoteleira.

 1,479 total views,  2 views today

Telemoveis

Unitel T+ e CVMóvel disponibilizam dois mil megas e 15 mn grátis aos utentes

As operadoras de telecomunicações Unitel T+ e CV Móvel estão a lançar uma campanha denominada “Pack fica em casa” a partir de hoje, 29 de março, que consiste na oferta de dois mil megas e 15 minutos de chamadas para qualquer rede. A campanha é valida até 30 de abril.

O propósito desta campanha inédita em Cabo Verde é, segundo um comunicado conjunto destas duas empresas de telecomunicações, permitir que todos os cabo-verdianos possam estar conectados e contactar as pessoas, enquanto cumprem as orientações do Governo de ficar em casa. Mostra, igualmente, que a Nação está unida nesta luta. 

É assim que estas operadoras decidiram unir esforços e adoptar algumas medidas por forma a contribuir para o bom funcionamento dos seus serviços e reduzir os constrangimentos na vida das pessoas. Estas passam por trabalhar, segundo uma nota conjunta, na optimização, robustez e melhoria da rede para assegurar a continuidade dos serviços prestados.  Mas também por assegurar a capacidade de rede necessária para adequação do funcionamento do Estado, alertar para tentativas de fraude, promover a divulgação dos canais que visam sensibilizar a população para a adopção de boas praticas e prevenção para fazer face ao Covid-19. E ainda por colocar à disposição das pessoas ferramentas que permitem a todos estarem ligados e poderem acessar os seus serviços online. 

“Neste sentido, as duas operadoras nacionais lançam a campanha ‘Pack fica em casa’ este domingo, 29. Trata-se de uma oferta gratuita de dois mil megas e 15 minutos de chamadas para qualquer operadora nacional, com validade até 30 de abril”, lê-se na nota. Esta refere ainda que o “Pack fica em casa” é automática e destina-se a clientes no estado activo.

 4,218 total views,  4 views today

Alta Performance Auto

Alta Performance Auto: Oficina especializada em injecção electrónica aberta hoje no Mindelo

O mercado mindelense passa a contar a partir desta quinta-feira com uma oficina auto especializada na resolução dos problemas de injeção electrónica dos carros modernos. Este espaço vai também trabalhar com as viaturas mais antigas, mas a aposta do jovem empreendedor Edson Andrade é o segmento dos automóveis computadorizados que têm entrado em grande quantidade em Cabo Verde, em particular na cidade do Mindelo. Aliás, este “visionário” já está a antecipar a chegada dos carros eléctricos, a nova geração dos transportes a nível mundial. 

A ideia da criação da empresa Alta Performance Auto surgiu na sequência de um curso específico sobre os sistemas de injecção electrónica realizado na Organização Nacional da Diáspora Solidária (ONDS) e, após investimentos em equipamentos especializados e no espaço físico, Edson Andrade sente-se pronto para começar a receber os clientes.

“Essa formação foi uma mais-valia, muniu-me de conhecimentos que me encorajaram a ter esta iniciativa. Há um espaço no mercado para este serviço especializado por isso decidi abrir esta oficina”, explica Andrade, natural do Fogo, que não pretende ficar por aqui já que o seu plano é reforçar os conhecimentos e preparar-se para a chegada dos eléctricos.

Edson Andrade, jovem empreendedor da ilha do Fogo

O foco principal, neste momento, é a injecção electrónica, um sistema de controlo do consumo de combustível e performance dos motores e que, diz, costuma afectar os automóveis em Cabo Verde. E este tipo de desafios, acrescenta, exige conhecimento técnico específico. Por isso, a sua oficina vai estar equipada com computadores e programas destinados a detectar e apresentar soluções para os problemas. O espaço, assegura Andrade, terá scanner automotivo para diagnóstico computadorizado e pode também trabalhar com os automóveis automáticos. 

Edson Andrade pretende marcar a diferença tanto pelo serviço especializado como pela qualidade. É neste sentido que estabeleceu uma parceria com a petrolífera Enacol, que lhe permite usar e comercializar a última gama de lubrificantes da marca Galp. Estes produtos, assegura, destinam-se aos motores modernos, pois diminuem o gasto de combustível e melhoram o desempenho dos automóveis.

A Alta Performance Auto não vai restringir o seu serviço aos carros modernos. Tal como outras oficinas irá trabalhar com as viaturas mais antigas, resolver problemas mecânicos, fazer trocas de peças, de óleo e de filtro. Além disso, está preparada para fazer uma pré-inspecção do estado do carro, antes deste ser levado para a ITAC. 

O ponto de honra da empresa é, no entanto, a transparência. Edson Andrade assegura que vai fazer orçamentos para os trabalhos mais exigentes e que só fará o trabalho permitido pelos donos dos carros. Em caso de troca de peças, a empresa irá apresentar provas em vídeo ou fotografias. 

 2,150 total views,  2 views today

Artur Correia 2

Sistema de Vigilância eficaz na detecção precoce dos casos de covid -19

O Director Nacional de Saúde garante que o Sistema de Vigilância Sanitária está a funcionar muito bem e está a ser eficaz na detecção precoce dos casos suspeitos de coronavirus em Cabo Verde. Artur Correia fez esta declaração na conferencia de imprensa proferida pelo ministro da Saúde hoje na cidade Praia, em que se confirmou o primeiro caso importado de covid-19 na capital. 

Correia sinalizou este caso em concreto para testar a eficácia do Sistema Nacional de Vigilância que “tem dado provas”. “Este caso que apareceu é importado. Mas é a primeira vez que temos um caso importado por um cabo-verdiano e o primeiro na cidade da Praia.  Foi detectado – estamos a falar de uma pessoa que estava em isolamento domiciliar e que chegou no país antes da medida do Governo de quarentena obrigatória -, medidas adoptadas e o resultados aos testes foram conhecidos no mesmo dia”, exemplificou. 

Este mesmo cuidado está a ser dispensado às 200 pessoas repatriadas do estrangeiro – EUA, Portugal e Brasil – e que chegaram ontem no país. De acordo com o DNS, estas pessoas estão colocadas em hotéis na cidade da Praia e na ilha do Sal e têm acompanhamento próximo, assim como foi feito ao cidadão, residente em São Filipe e que testou positivo para o covid. 

Paralelamente, foi reforçado a Linha Verde – 800 11 12 – com mais três profissionais de saúde que, segundo Correia, têm a responsabilidade de fazer a triagem dos casos que são repassados aos médicos na retaguarda. “A partir de amanhã pretendemos introduzir nesta linha de apoio com Psicólogos. Temos nesta linha, em primeiro lugar, os enfermeiros, que vão ser apoiados por Psicólogos da rede pública de todo o pais e que se prontificaram a dar o apoio necessários aos profissionais de saúde, mas também às pessoas que estão em seguimento e a população em geral”, assevera. 

Isso porque, no entender de Artur Correia, a situação resultante do coronavírus e a consequente mediatização a nível internacional causa ansiedade nas pessoas. A ideia é fazer com que as pessoas vivenciam este período conturbado com serenidade e acatem as medidas anunciadas pelo ministério da saúde e pelo Governo. 

Quanto aos óbitos por coronavirus, o DNS informa que as delegacias de saúde em todas as ilhas já têm na sua posse as as normas e procedimentos que devem ser seguidas. Estas indicam, por exemplo, que os funerais das vitimas do covid -19 devem ser assistidos por no máximo 20 pessoas.

 989 total views,  2 views today